mais um massacre em terras mediterrâneas


"O homem político é um animal", já diria Agamenon. Cada vez mais me convenço de que tem uns que outros por aí que tentam, e pior, conseguem, nos afastar das notícias sobre política local, regional, nacional e mundial, de tanta sacanagem escrita. É de corar cafetina experiente! Afora isso, vemos máscaras desaparecendo, como a interessante incursão da Satan, digo, Otan (às vezes dá no mesmo) na Líbia.

Tá certo que o Qadaffi não é santo, mas quem sabe a gente não pergunta pros líbios se eles não querem eles mesmos tomar conta de seu território? Seria muito mais interessante, tipo, a mesma coisa que ver um bando de mariners na Amazônia, no Pantanal ou ocupando os morros cariocas. Os caras chamam de "forças pacificadoras" um bando de trogloditas armado até o reto, dando tiro no que vier à frente.

Foi desse jeito que George Johnny Walker Bush detonou museus, zoológicos, sítios arqueológicos e não achou nenhuma arma de destruição em massa, nem pra detonar um cupinzeiro... Infelizmente, parece que o Grande Irmão do Norte se alimenta de guerras, batalhas e venda de insumos bélicos, como armas, munição, morte, miséria e dependência econômica. Quanto mais guerra, mais o Tio Sam se dá bem, os amigos das fábricas de armamentos escoam seus emissários da Morte, as riquezas são saqueadas e nações perdem sua identidade.

Não defendo Saddan nem Qadaffi. Os dois foram sacanas em muitos aspectos, porém, quando interessava no xadrez geopolítico, eles eram aliados da OTAN, dos EUA, da pqp. O mesmo vale para um certo amigo 
da família Bush, um senhor árabe chamado Osama...


Agora, mais um povo rifado pela guerra. O país africano com maior IDH. E um bando de malucos se matando. E dona CNN, com a bênção de Obama, da OTAN e outros mais, transforma em espetáculo a derrocada de mais um povo...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas