Postagens

admirável mundo doidão

Realmente, a atual campanha eleitoral parece uma montanha-russa, um admirável muito doidão. Agora o vice do Inominável, o outro nefando, veio com uma pérola: “a partir do momento em que a família é dissociada, surgem os problemas sociais. Atacam eminentemente nas áreas carentes, onde não há pai e avô, é mãe e avó. E, por isso, torna-se realmente uma fábrica de elementos desajustados que tendem a ingressar nessas narco-quadrilhas”, afirmou o militar de pijama.

Claro, tal afirmação dá margem pra sacar o quanto o candidato despreza famílias chefiadas por mulheres. Na sua visão, seriam famílias mais vulneráveis ao aliciamento de jovens feito por facções criminosas. Só tem um detalhezinho: de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, cerca de 28 milhões de lares brasileiros têm uma mulher como principal provedora. Aliás, tal afirmativa irritou a muitos que viveram ou vivem tais situações familiares....
É. O número é esse. 28 milhões. Afora os que, de alguma…

voltando a primavera

Essa canção é linda, e representa a volta de Perséfone do Hades, que ocorre esta semana.  Sim, vais ler, achar que já viu algo parecido, é verdade. De Kleiton Ramil, gravada no CD "Sim", de 1990, no breve retiro sabático de sua parceria com o irmão Kledir, definido por ele como um período de busca de identidade, a linda "Voltar na primavera"


Vou voltar na primavera
É meu jeito de amar
Guarda cesta de cerejas
E um pouquinho desse mar
Na rua da escola
A escola que ardeu
Meu coração em chamas
De Lisboa

Tu não mais me acreditas
Já não posso dormir
Me sinto tão aflito
Meus sonhos são aí
À noite minha alma
Circula pelo cais
E as aves de Lisboa
Mandam sinais

Vem, vem meu amor
Vem que já estais aqui
Ah! Quem tem sede de viver
É feliz

Ah, ouça aqui essa pérola, no audio do programaço do próprio Kleiton Ramil: http://osulemcima.com/blog/2016/06/11/o-sul-em-cima-20-kleiton-ramil/

pra refletir

Pessoal
Só quero que reflitam um pouco.
Um dos candidatos á Presidência da República, cujo nome não vou falar pra não dar IBOPE, em dado momento, para pressionar o comando da corporação ao qual estava ligado, planejou, com alguns colegas, explodir bombas em sedes da Corporação no Rio de Janeiro e outras localidades. A mim, por razões óbvias, chama a atenção a ideia de detonar com a adutora de água de Guandu, que simplesmente abastece "apenas" a cidade do Rio.
A ideia "genial" tinha o objetivo de deixar clara a insatisfação dos coleguinhas da pessoa com o índice de reajuste salarial que seria anunciado em poucos dias pelo ministro da pasta ao qual os mesmos estavam ligados. Possivelmente atentados a bomba iriam ferir seriamente a autoridade do ministro e causariam convulsão social séria.
Interpretavam as ações como "explosões apenas para assustar". O cara tomou 15 dias de prisão. O Conselho de Justificação da Corporação reconheceu que o ser havia mentido, a…

(in)utilidade pública

atenção, leitores e leitoras!!
Virei coxinha, cortei o cabelo a zero e raspei a barba, entrei num partido de extrema-direita e passei a frequentar uma igreja pós-mega-hiper-neopentecostal, bem avidadinha, onde vou aos cultos vestido com a camisa do Inter.





É verdade esse bilete!




Extração de DNA em sala de aula

Adaptado do texto de Valesca Veiga Cardoso Casali, Emerson A. Casali e Carlos Augusto B.M. Normann, publicado originalmente em NORMANN, CABM (ORG.) Práticas em biologia celular. 2. ed. Porto Alegre: Sulina; Porto Alegre: Editora Universitária Metodista IPA, 2017. 303 p. Uso para trabalhos escolares permitido, desde que citando a fonte e os autores e autora.

Introdução
Macromoléculas de grande relevância biológica, os ácidos nucleicos, são usados pelas células de todos os organismos vivos para fornecer as instruções sobre os processos celulares, além de estocarem e transmitirem essas informações. A informação genética é decifrada através de um código genético, cuja tradução resulta na síntese proteica.
Existem dois tipos de ácidos nucleicos, ácido desoxirribonucleico (DNA) e o ácido ribonucleico (RNA). Eles são polímeros lineares de monômeros de nucleotídeos unidos por ligações fosfodiéster. Existem quatro tipos diferentes de nucleotídeos tanto no DNA quanto no RNA. Os nucleotídeos são c…

DEGRADAÇÃO PROTEICA: PROTEASSOMOS

Imagem
Carlos Augusto B.M. Normann (Original publicado em NORMANN, CABM (ORG.) Práticas em biologia celular. 2. ed. Porto Alegre: Sulina; Porto Alegre: Editora Universitária Metodista IPA, 2017. 303 p.)
INTRODUÇÃO




A degradação proteica pode ocorrer nos lisossomas, endossomas secundários, no retículo rugoso e no citoplasma. Pode ocorrer pela ação de proteinases das mitocôndrias, das membranas, pode estar ligadas às enzimas denominadas caspases, ou depender do cálcio, como é o caso das calpaínas, que degradam moléculas do citoesqueleto, ajudando em seu reciclo. A célula apresenta, pois, mais de uma forma de reciclar proteínas. Uma delas envolve o marcar as proteínas para degradação, dirigindo-as a um complexo enzimático de desmanche proteico. Os proteassomas são esses complexos enzimáticos citoplasmáticos, compostos por diversas classes de proteases dispostas em torno de um conduto central. As proteínas citossólicas, quando danificadas, mal dobradas, desestruturadas ou com aminoácidos oxidados, …

luto

Imagem
Não há muito o que dizer quando o maior museu brasileiro, focado nas áreas de Biologia, Geologia, Antropologia e Arqueologia vira em cinzas. Quando a História vira pó, o imponente esqueleto de megatério calcinando, múmias de séculos e séculos destruídas por chamas, um acervo impagável todo consumido por chamas...

Sempre considerei um dos meus lugares favoritos da cidade do Rio de Janeiro aquele museu, na Quinta da Boa Vista. Mexia com minha sede de saber, a curiosidade, o querer conhecer mais.

Agora, o palácio do conhecimento virou poeira, cinza, calcinado está.

Agora, o reflexo dos efeitos do golpe sobre Ciência, Educação e Tecnologia afloram.

Luto. Tristeza. Nada pagará ou consertará o que o fogo levou.

E parabéns aos colegas pelo Dia do Biólogo. Apesar das chamas do museu.