Postagens

FEBEAPÁ - O retorno!!!!

Pois a essa altura, em algum lugar onde esteja, o nosso saudoso Sérgio Marcus Rangel Porto, a.k.a Stanislaw Ponte Preta, deve estar pensando em quão farto material teria a sua disposição, só com os primeiríssimos dias de governo dessa galera aí que assumiu pelo voto whastsápico, com jeito de palpite do tiozinho reclamão no almoço de domingo...
Pra quem é novinho demais pra saber quem foi Sérgio Porto, uma mini bio: cidadão acima de qualquer desfeita, nasceu no Rio de Janeiro em pleno verão, no dia 11 de janeiro de 1923. Foi casado com Dirce Pimentel de Araújo, com quem teve três filhas: Gisela, Ângela e Solange. Sua marca registrada era a irreverência. Workaholic, só levantava os olhos do que datilografava “pra botar colírio”. Criador de Tia Zulmira, Rosamundo e Primo Altamirando, foi com seu Festival de Besteira que Assola o País- FEBEAPÁ, lançado em plena vigência da Redentora (apelido do golpe militar de 1964), que ele alcançou seu grande sucesso.
Stanislaw afirmava ser difícil pre…

2018/9....

Que ano...

Japoneses querendo voltar a caçar baleias...

Cervos abatidos na calada, no Pampas Safári, até agora sem uma explicação plausível em meio a laudos e pareceres contraditórios...

O desastre eleitoral brasileiro...

Os trogloditas saindo do limbo...parece que o projetor da Zona Fantasma quebrou, e a turma do General Zod se solta, fazendo barbaridades Brasil e mundo afora...medo!

Amazônia e demais biomas brasileiros na alça de mira da turma da arminha de dedo...

Expectativas horrorosas...Rio Grande do Sul sepultando, graças ao "gringo que sabe o que faz", sua cultura, com a derrocada da Fundação Piratini...além da avacalhação que fizeram com a propriedade intelectual de grandes nomes da FM Cultura...

Meus amigos Lídio Ferreira Filho e João Paulo Rito Rodrigues Aço, indo pro andar de cima...

Em igual lugar, se juntam a eles as figuras: o grande Carlos Heitor Cony; Ruy Faria, eternamente a primeira voz do MPB-4, em que pese não estivesse no famoso grupo vocal há um certo…

Bênção/Bendición

Imagem

valeu!!!!

Ontem encerrei (naquelas, tem ainda que revisar uns detalhes e entregar o CD gravado, enfim...) uma etapa importantíssima na minha vida. Desde que comecei a me aventurar, lá na adolescência, com a musica, eu nutri o desejo de ir adiante. Comecei a achar que fazer aqueles acordes simples que todos faziam era pouco. Comecei a estudar mais, ter aulas, ir atrás de informação. Me dei conta que podia compor, criar arranjos, arriscar o chord-melody, alguns acordes mais cabeludos, baixarias de samba e choro...
Houve o chamado de ir atrás da segurança, de ter uma faculdade com "empregabilidade" mais garantida, e afinal, sempre tive minhas facilidades com ciências biológicas. Veio a faculdade, notadamente a Biologia, mas quem disse que a tal música ficava longe? Colegas com igual paixão pela música estavam no curso, gente boa de canto, de cordas e outros instrumentos. Claro que o foco era estudar Biologia, mais tarde a tal Biologia Celular, em Campinas. Volto ao sul. Ainda arrisco co…

mais esperança

Pessoal,

Se na blogada anterior falei que havia esperança, hoje eu a confirmo! Neste instante, ouço Dudu Sperb cantar "Luz do Sol", de Caetano Veloso. Onde? Na web-rádio Salve Sintonia.
Essa maravilha, que acalenta nossos ouvidos com o que tem de bom mesmo na música, seja ela feita no sul, no Brasil ou nesse mundão afora, é resultado de um coletivo de profissionais que costumavam trabalhar na FM Cultura, antes do gringo aquele decretar pena de morte à cultura, detonando, entre outras fundações, a Piratini, responsável pela FM Cultura, TV Cultura, etc.
Pois nossos heróis conseguiram criar, no formato de rádio web, a programação da FM Cultura. Cantos do Sul da Terra, Sessão Jazz, Cia. Magnética e outros mimos aos ouvidos e almas. Sim, Gobatto, Paulinho Moreira, Demétrio Xavier, Zé Fernando e outros geniais apresentadores e apresentadoras veiculam sons daqui, do Brasil e de mais além.
Ainda tem vida inteligente. E ela ouve a Salve, Sintonia, ou seja, a nossa velha FM Cultura qu…

há esperança

Imagem
Tá danado, eu sei... mas quero convidar pra ter esperança. Quero convidar para que a gente conheça coisas que nos dão esperança, que ajudam a deixar a vida bela. Canções e cantantes que encantam.

Começo por Lenine Guarani. O guri é muito bom, filho de Taiguara, um dos maiores compositores da MPB, pouco conhecido pela mídia mas curtido por fiéis fãs, como eu e dona Laís. Ouça as criações do pai, na voz do filho. Muito semelhantes. O dueto de Lenine com a Bruna Moraes, cantando "Sem Fantasia", de Chico Buarque, é de arrepiar a alma. Ele faz a voz de resposta na canção. É visceral, linda a interpretação da duplinha! Recomendo: ouçam "Que as crianças cantem livres", na voz de Lenine!


Ouça Bianca Gismonti. Essa moça tem o sobrenome que a entrega, e uma senhora pegada aos teclados! O pai é, naturalmente, o sr. Egberto. Ela toca muito, canta muito, cria, é genial! Ouça e curta. Curta o Duo Gisbranco, com a também pianista Cláudia Castello Branco. As canções do pai da meni…

Excelsior, mestre Stan!!

Uma olhada no celular. E descubro, em meio a um gole de sangria gelada e outro, que o homem que transformou as pessoas comuns em heróis subia, levado por Norin Raad em sua prancha, para os céus. Ontem, 12 de novembro de 2018, Stan Lee nos deixava.
Ele nasceu Stanley Martin Lieber, em 28/12/1922, em New York,  filho de imigrantes judeus com origem na Romênia. Fez de tudo na vida um pouco. Lutou na II Guerra, foi escritor, editor, publicitário, produtor, diretor, empresário e ator. Editor-chefe e presidente da Marvel Comics, hoje parte do conglomerado Disney, era presença certa nos filmes dos personagens que criou ou ajudou a criar. Lee liderou a expansão da Marvel Comics de uma pequena divisão de uma editora para uma grande corporação de multimídia.
Seu início no mundo editorial se deu ainda jovem, quando consegiu um emprego na Timely Publications - uma empresa no ramo editorial de propriedade de um parente. Ele foi designado para o setor de quadrinhos e, graças ao seu talento, foi …