Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2018

24 de Maio - Coração Aquecido

E hoje é o Dia do Coração Aquecido. Não, não me refiro à iguaria galinácea dos churrascos gaúchos, mas ao dia da experiência mística de John Wesley. Peraí, não estou falando do ator que viveu o Flash no seriado dos anos 90 e o Flash da Terra 3 no seriado atual. John Wesley viveu na Inglaterra do século XVIII, uma sociedade conturbada pela Revolução Industrial. Era filho de pastor anglicano, educado pela mãe, dona Susana, com rigores únicos. Bom, mas onde ele viveu...bem, a Inglaterra estava cheia de mendigos itinerantes, políticos corruptos, uma elite podre, vícios e violência generalizada. Uma profunda crise social. Operários e mineiros trabalhando 16 horas por dia por um salário miserável. Crianças em idade escolar, trabalhando feridas, doentes, morrendo de frio e fome. Muito alcoolismo. Isso tudo ao mesmo tempo em que uma casta de nobres detinha os meios de produção e o controle sobre a massa de trabalhadores. Nesse contexto surgiu o Movimento Metodista, quando um grupo de estudante…

desgarrados

1984. Faz um tempo a época em que eu tinha dezoito anos, com certeza. Já começava a tocar violão, de uma forma até interessante. Começava a montar repertórios, aprender acordes e cadências, essas coisas que a gente faz quando começa a ter coragem de dizer que toca um instrumento.
Pois nessa época, quando eu era jovem de corpo (de alma sou até hoje, poxa!) e membro da Igreja Metodista com uma tesão adolescente, foi agendado um Encontro Nacional de jovens, em São Bernardo do Campo.
Pensa.
Um encontro desses, em SBC, se daria em plena transição democrática, quando o Diretas Já era palavra de ordem. Nessa época, um certo Partido dos Trabalhadores aparecia na cena política brasileira, sob o olhar ainda meio que desconfiado dos velhos comunistas brasileiros e do Brasil. Nessa época, a Teologia da Libertação tinha seus fervorosos apoiadores, em todas as denominações. Nessa época em que ainda haviam festivais de MPB e a própria Igreja Metodista fomentava seu FEMUSA, ideia clonada explicita…