outra história de baleia

Uma das coisas mais sórdidas de nosso mundo é o pretexto de chamar de "experimentos científicos", eufemismo usado pelo governo japonês para justificar a injustificável caça a baleias. A historinha é longa.O Japão teve que desistir da caça às baleias na Antártica na temporada 2014-2015 por conta de uma ordem da Corte Internacional de Justiça (CIJ), que considerou, após verificar o óbvio, que os japoneses praticavam a atividade com fins comerciais. Até minha cachorra sabe disso, poxa! No fim de 2014, o país asiático apresentou à CBI um novo programa de caça de cetáceos com objetivos "científicos". Segundo o novo plano, o Japão pretende reduzir a meta anual de pesca a 333 pequenas baleias, contra as quase 900 que eram caçadas no programa anterior. O pessoal aí alega que este nível de caça é "necessário" para "obter informações sobre a idade da população baleeira" e fixar um limite para a pesca, que não coloque em risco a sobrevivência da espécie. Claro que o argumento babaca dos japas não convence as organizações de defesa dos animais. Aliás, nem a ninguém. 

Países, cientistas e organizações ambientais contrárias à caça à baleia consideram o programa de pesquisa japonesa como desnecessária, e que é uma operação comercial de caça à baleia muito mal disfarçada. O Japão defende que a caça anual à baleia é sustentável e necessária para o estudo científico e gerenciamento do estoque de baleia. O Japão também argumenta que as objeções à caça são baseadas em diferenças culturais e antropomorfismo emocional... Peraí... pausa pro "hã???? Alguém entendeu a desculpa???"...

Como num protesto pelo jeito que os habitantes daquele país insular tratam suas parentes, uma beluga foi flagrada no momento em que espirrava água nos visitantes de um aquário durante um show em Yokohama, no Japão. O flagrante, ocorrido no aquário Hakkeijima, foi flagrado pelo fotógrafo Toshifumi Kitamura no dia 21/07/2015.

aquela cusparada....
Aqui cabe um parêntese. Belugas não são baleias no sentido biológico da palavra. São cetáceos, certo, mas são mais próximas filogeneticamente de golfinhos, orcas e botos do que das minks e azulonas. Popularmente, são chamadas de forma equivocada de "baleias-brancas". São caçadas atualmente apenas pelos povos tradicionais do Ártico como alimento. Em outros tempos, sua caça comercial reduziu fortemente as populações, levando-as ao status de Vulneráveis, pela classificação da IUCN. A poluição, o degelo polar e outras mancadas humanas ajudaram a piorar as coisas pras branconas...

São cetáceos muito inteligentes. Em um estudo realizado na Fundação Nacional de Mamíferos Marítimos em San Diego, Califórnia, descobriu-se que as baleias brancas ou belugas são capazes de imitar a voz humana. Durante o experimento, as belugas foram capazes de imitar a voz dos seres humanos sem mesmo terem sido ensinadas a falar a sua língua. Além de inteligentes, são muito brincalhonas, e, na natureza, brincam com restos de suas presas. Já houve um caso de belugas terem salvado a vida de uma mergulhadora que estava se afogando devido a problemas técnicos com seu tubo de oxigênio, ao pegá-la pela boca e levá-la à superfície. Há o caso da simpática Mila, uma beluga do parque Polar Land da China, que salvou, durante uma competição de mergulho livre, uma mergulhadora com as pernas paralisadas pelo frio, levando-a delicadamente para a superfície. Isso mostra que as belugas demostram emoção não só com elas como também com outros seres que estão à sua volta. Brincalhonas, é comum vê-las cuspindo em tratadores de aquários ou em outras baleias.

Aí, volta nossa história. Uma beluga resolve sacanear a plateia. Animal inteligente, deve ter manifestado sua opinião ao jeito com que os humanos, e em especial os humanos do Japão, tratam baleias e outros cetáceos. A caça, a poluição, o aquecimento global, são várias as ameaças antrópicas a esses cetáceos. Uma cusparada ao melhor estilo Bob Cuspe, vinda de um bichinho fofinho, simpático, é uma forma da Natureza se manifestar sobre o quanto o Homo imbecilius sacaneia o ambiente... 
pra quem não conhece, Bob Cuspe, criação de Angeli

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas