segunda-feira...vamos lá, semana

Hoje estou num humor daqueles...o tal horário de verão me colocou em uma esteira hoje às 06:20 da madrugada, me fazendo acreditar na maior cara-de-pau que eram 7:20...imagina o rendimento. Fui salvo do caos total por uma dose reforçada de um suco de abacaxi e hortelã que havia tomado antes de ir trotear semidormindo na academia.

Aula. Incitei meus alunos e alunas a elegerem seu representante de turma, afinal de contas democracia é isso aí.  Um bate-papo rápido com a amiga e chefinha Fabi Bock foi o suficiente para mobilizar as criaturas e criar a tal representação, em meio a uma aula de metabolismo de lipídios, na qual eu tentava convencer que é barbada entender os tais corpos cetônicos...

Tarde, prefeitura Tarde, reunião. Tarde, chego na reunião, atrapalhado com os confusos horários brasileiros. O olhar de "esse esqueceu de adiantar o relógio" é impiedoso, mesmo entre partes... De vez em quanto docentes se comportam como discentes, isso é regra, ainda mais quando estão em coletivo. A chegada concomitante com a amiga e também professora Cris Gessinger me deixou animado, pelo menos há solidariedade entre as partes....

Antes de chegar de volta a Porto, idéias são trocadas com colegas da prefa. Meu cérebro volta maquinando coisas, idéias para jogar na mesa do chefe assim que elas tomarem corpo.

Preparo a aula de logo mais. Cardápio vegan, fotossíntese. Serginho Greif iria ficar interessado, afinal seria uma aula totalmente isenta de ataques a animais de quaisquer gênero, espécie ou tamanho. Algumas elodéas serão entubadas por candidatos/as a Biólogos/as logo mais, para que a gente verifique o quanto elas irão produzir ao longo dos próximos dias em matéria de oxigênio. O que faz lembrar que devemos a nossa vida a esses seres enraizados e verdes, ora essa!

Uma nota chata: a tia de Sophia toma mais um potente direto em sua luta inglória contra sua doença. Calma, temos fé. A amiga Aida segue guerreando, com todas as suas armas, sendo a principal a sua impagável serenidade.

Uma boa notícia me chega pelo Facebook. Meu afilhado, Bernardo, vai sair do castigo, digo, hospital. Após alguns dias lutando contra uma asma que literalmente lhe jogara na cama, ele vai poder voltar pra casa logo mais, coisa de poucas horas. Se internação hospitalar já é um porre para adultos, imagine para um garoto de 12 para 13 anos, louco pra jogar um futebol, um vôlei, correr rua, viver...Meu afilhado me fez tornar esta segunda-feira um dia ganho, a pleno!

Bom....um bando de biologandos me espera...e um estômago vazio ronca. Como não aprendi a fazer fotossíntese, há que abastecer. Até loguinho!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

biomembranas

morfologia e histologia do Rim