histologia: osso e ossificação

tecido ósseo: osso descalcificado, HE. Note os osteoblastos, a matriz óssea rósea e os osteócitos imersos nela. Essas células são responsáveis pela produção da matriz óssea, secretando colágeno I, proteoglicanos, osteína e outras proteínas, permitindo também que ocorra a calcificação pela precipitação de sais de fosfato de cálcio na matriz. Dentro da matriz óssea (rosa), estão osteócitos, que se conectam através de processos celulares. Esses processos são envolvidos pela matriz óssea, formando assim canalículos ósseos, como os visíveis na fotomicrografia abaixo.

osso preparado por desgaste (no caso, dos dedos do colega e amigo Gustavo Oliva). Sistema de Havers, com o canal de Havers, as lamelas concêntricas e as lacunas dos osteócitos. Note os canalículos ósseos. A disposição da matriz óssea, ao redor de um vaso sanguíneo, de modo concêntrico, permite a formação de uma matriz sólida, fortalecida, caracterizando assim os sistemas de Havers.
lacuna de osteócito. Note os canalículos, onde situam-se os processos celulares dos osteócitos, em vida.

visão geral do disco epifisiário ou cartilagem de conjugação. O crescimento axial do osso se dá pela multiplicação dos condrócitos, estimulados pelo hormônio do crescimento (GH).

cartilagem de conjugação. Zona seriada. Nessa área do disco epifisiário ou cartilagem de conjugação, ocorrem mitoses dos condrócitos, em sentido axial, orientados pelos feixes colagênicos. Assim, o osso acaba por crescer em comprimento, durante a puberdade, em especial.


cartilagem de conjugação. Zona de ossificação (esquerda) e de calcificação. Nessa área, ocorre calcificação da matriz e morte programada (apoptose) dos condrócitos. A partir daí, ocorre colonização dos tabiques calcificados por osteoclastos, que fagocitam a matriz cartilaginosa, permitindo aí a secreção de matriz óssea pelos osteoblastos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas