luto por um país que agoniza...

Ao ver as fotos de Kadaffi morto, estampadas em vários sites de notícia, me lembrei de todas as imagens feitas do cadáver de Che Guevara. Calma, não comparo Guevara ao líder líbio, em que pese ele tenha sido assassinado pelas mesmas ideologias podres que o mais cubano de todos os argentinos. Uma coisa me chocou: a avidez com que os jovens soldados líbios, das forças "rebeldes", bancadas pela OTAN, tiravam fotos com o celular do corpo inerte de Kadaffi. Aquele negócio, "estive em  Misrata, lembrei-me de você"... Como diria uma colega do curso de Jornalismo, é a "sociedade do espetáculo", até nesse momento sórdido! A visão do caudilho do deserto com o rosto ferido, a dor e a dignidade digladiando, os olhos abertos apesar das coronhadas...e fedelhos da mesma estirpe que fuzilou Guevara arrastando o que ainda restava de Kadaffi... primeiro o tiro no braço....depois, na cabeça, no "fogo cruzado", como insistem em falar seus algozes.

Você pode se escandalizar ao ler o que escrevo, afinal Kadaffi era um ditador. Concordo. Kadaffi tratava seus adversários abaixo da sola dos coturnos. Também concordo. Governava a Líbia com mão de ferro. Não é mentira. Porém, era um país superavitário de exportações, com um IDH muito alto, com vários indicadores que davam a entender que a tal "opressão" não era o bicho, e que havia um bom butim a ser dividido pelos piratas da OTAN e pela direita líbia, a mesma que se escondia sob as asas da monarquia pregressa.

Outra coisinha interessante: o pessoal que o sucedeu já fala em aplicar a sharia, a controversa lei islâmica, cassando direitos que as mulheres já tinham na era Kadaffi. É, o ditador cruel e sanguinário abriu a carreira de magistratura a mulheres líbias. Nem imagino o Irã II que vem por aí. Mais uma vez, um factóide gera uma guerra, gera a expropriação de bens de um povo digno, gera morte e dor. E eles nem ficam corados!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas