sigam nossas façanhas...

Pois o ilustre polenteiro-mor, também conhecido como governador do RS, quer acabar com a importantíssima pesquisa agropecuária num estado produtor agropecuário, quer acabar com o fomento à cultura regional, num estado fortemente impactado pelo seu regionalismo, quer acabar com a melhor rádio estatal do país, em termos de programação (que o digam os parceirinhos Gerson Pont, Demétrio Xavier e Paulo Moreira, que dão show de boa programação com excelente música em seus espaços na NOSSA FM Cultura), quer arrasar uma das maiores referências em pesquisa sobre biodiversidade no país, que é a FZB...  

O estado do Rio Grande do Sul, por conta do canetaço do gringo, está para dar adeus a fundações com importantíssimo trabalho. Senão, vejamos: além da Fundação Piratini (TVE/FM Cultura), há que ver, num estado que cultua suas tradições, que o gringo quer fechar a FIGTF, ou seja, a fundação do instituto de Tradição e Folclore. Ou seja, o pessoal que pesquisa e trabalha sobre as tradições gaúchas, em todas suas variantes, está para ter seus excelentes trabalhos dispensados por conta do Sartori.

Pessoalmente, a FM Cultura fechada é uma perda fatal para a música e para o músico/a rio-grandense. É a única rádio, atualmente (RIP Ipanema FM) que dá espaço ao talento local, a prova de jabaculês, dando chance a muito talento bacana e competente que surge. É uma rádio plural, onde se ouve a gauderiada, a música erudita, o jazz do mais alto nível, o melhor do samba, a música criolla da pampa e da Latinoamérica (aliás, gracias, Demétrio, pois teu programa me ajudou a espanholizar o ouvido antes de uma importante viagem a trabalho em terras espanholas, me levando a falar e ouvir com qualidade o idioma de Cervantes), além de muita novidade bonita da MPB e da música do mundo todo.

Também fundações ligadas à pesquisa científica, como a Zoobotânica, a FEPAGRO, a CIENTEC e a FEPPS estão na alça de mira e na sanha irresponsável de retirar do estado tarefas que, se fossem para a iniciativa privada, sairiam uma fortuna, e não teriam o mesmo impacto social que as atuais fundações têm. Para se ter uma ideia, a Iheringia, revista da FZB, tem elevada qualidade de publicações, citados seus artigos por pesquisadores de todo o planeta! O acervo de fósseis do museu é valiosíssimo, os caras estão contando a história da pré-história rio-grandense para o mundo, isso é fantástico! A galera do Museu de Ciências Naturais, da FZB, tem trabalhos super importantes em paleontologia, nos diversos ramos da zoologia e botânica, coisas que dinheiro algum no mundo paga, sr. Sartori!

Isso sem falar na venda de patrimônio estadual, público, em áreas nobres. Alguém em sua sã consciência consegue imaginar um mega-empreendimento imobiliário no lugar dos estúdios da TVE/FM Cultura? Ou ver o lindo acervo vivo do Jardim Botânico virar um condomínio luxuoso? E o que fazer com o Zoológico de Sapucaia? Vender a algum grupo de exploração do turismo e cessar as ações preservacionistas que ali ocorrem, sem grandes alardes, mas que são super importantes para a preservação da biodiversidade? 

Há que pressionar os representantes da Assembleia para dar um basta nesse festim de irresponsabilidades estatais, nesse desmanche do que é nosso. Isso sem falar na loucura de pagar o décimo terceiro de um ano no ano seguinte...

O interessante é que teve gente votando nesse doido achando que ele era uma "pessoa equilibrada'...sei... só se for a base de remédio. Ah, desculpa, ele quer fechar a FEPPS também!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas