merecido!!!!

Uma notícia me alegra uma quarta-feira com céu de mau humor. Hoje, dia 16, às 14h, dentro da VII Semana da Consciência Negra da Assembleia Legislativa do RS, vai receber a Medalha Zumbi dos Palmares de 2016, em Sessão Solene, na Categoria Religiosos, o revmo. bispo Luiz Vergílio da Rosa. O bispão, com seus quase dois metros de simpatia, merece a medalha! 
 
Quem é a ilustre pessoa? Pros não iniciados no metodismo e metodistas, o bispo Luiz Vergílio nasceu em 19 de março de 1953, em Cruz Alta, RS. Bacharel em Teologia pela Universidade Metodista de São Paulo (FATEO), licenciado em Português e Inglês - Língua e Literatura (FAPA), especializado em Literatura Brasileira pela mesma escola e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em 2001, foi eleito e consagrado bispo da Segunda Região Eclesiástica da Igreja Metodista, atuando como tal desde 2002. Foi também professor da Rede Pública Estadual até o ano 2000, e do Instituto Teológico João Wesley, do qual foi também conselheiro. Ainda atuou no conselho Diretor da UNIMEP, na Pastoral da Criança e Família e no Ministério de Expansão Missionária e Evangelização, pela Igreja Metodista. Não é pouca coisa!
 
Sua dissertação de mestrado já diz a que veio: “Exclusão étnica: uma face do fracasso escolar, a exclusão de adolescentes negros na perspectiva de aproximação de pressupostos teóricos de inclusão.” Dá para imaginar qual é um de seus focos de atuação, como docente, pesquisador, líder eclesiástico e clérigo. Desenvolveu ações de combate ao racismo como participante extremamente ativo do Movimento Negro, nos anos 80, especialmente nos primeiros anos de organização do Centro Ecumênico de Cultura Negra (CECUNE), uma ativa ONG na luta pelas questões da negritude. Foi um dos organizadores, junto com um grupo de docentes, do primeiro pré-vestibular, em Porto Alegre, totalmente gratuito, destinado a preparar jovens negros e pobres para terem acesso à Universidade. Também foi um dos fundadores da Pastoral Metodista de Combate ao Racismo e à Discriminação e coautor da proposta aprovada em Concílio Eclesiástico da Igreja Metodista, em 1997, de se estabelecer uma política de Cotas para a juventude negra ter acesso nas instituições metodistas de ensino superior. Isso antes da Lei Federal 10.558/2002, aquela das cotas das universidades federais...

Falo do Luiz, ou do bispo Luiz Vergílio, me permitindo tirar o "bispo" de vez em quando, por questão de carinho pela pessoa, nunca de forma desrespeitosa para com a autoridade eclesiástica; ter carinho é ter respeito, para mim. Fico feliz em ver que a Assembleia Legislativa fez a justa homenagem a uma pessoa que, de fato, fez e faz pelo combate ao racismo e discriminações. Já dizia na Palavra, "...a quem honra, honra!" Parabéns, Luiz!! Um abração da tua altura pra mais, grande orgulho de ser metodista e de te conhecer!! Valeu!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas