princesinha pirata

Um dos atacantes mais carismáticos que passou pelo Grêmio nos últimos anos, Hernán Barcos é o gringo que mais estufou redes no meu tricolor, até hoje. Vindo do Palmeiras em 2013, fez muito pelo time, por sua torcida. Só que, em especial, por uma pequena torcedora, ele fez mesmo a diferença. 

Essa torcedora se chama Gabrieli Van Oudheusden Medeiros. Mora na pequena e simpática São Sepé.  No entanto, sua vida sofreu um revés pesado, em abril de 2012, quando, com apenas dois anos, Gabrieli foi diagnosticada com leucemia linfoide aguda. Câncer. Barra pesada. Tratamento, só em Santa Maria, a 60 quilômetros dali. Quando a coisa ficava feia, ou para se divertir, a pequena vestia sua camiseta do Grêmio. feliz e orgulhosa, no Hospital Universitário de Santa Maria Aí veio um desses milagres que só a internet poderia proporcionar. Em 2013, Gabrieli imitou no hospital a comemoração de pirata feita por Barcos. O pai fotografou, e a imagem viralizou na internet.

A imagem emocionou o gringo Barcos. Ele logo visitou a jovem, que ganhou o apelido de Piratinha (afinal, ele é o Pirata). Desde então ela viu dois jogos na Arena do Grêmio, e em um deles entrou em campo no colo de Barcos.Consagração. E a baixinha é pé-quente. O Tricolor ganhou nas duas ocasiões! A primeira, vitória sobre o Santa Fé, pela Libertadores de 2013. Em 2015, a vítima da vez foi o Fluminense, pelo Brasileiro.

O tempo foi generoso. Apesar de Barcos ter rumado para outras paragens, manteve o vínculo com os familiares de Gabrieli. A sua saúde evoluiu bem, e  hoje ela tem uma vida normal. Agora, sem limitações, ela recebeu do pai a promessa de que a família estará presente na finalíssima da Copa do Brasil, dia 30, na Arena do Grêmio. Longe da quimioterapia, Gabrieli começou a frequentar a escola neste ano e ganhou novos amigos. Alucinada pelo Tricolor, a pequenina sente falta do argentino. Mesmo longe do Imortal, o atacante ligou para a Piratinha quando ela encerrou a quimioterapia e ligou para a jovem, dando palavras de carinho. "Queria que ele que ele voltasse para o Grêmio. Sinto muita saudade dele", disse. Eu também, Gabi...o gringo é um grande atacante!

Todos sabemos que as neoplasias, os tumores, têm vários fatores envolvidos, seja em sua evolução ou em sua cura. Quanto o carinho do ídolo deve ter fortalecido essa pequena, de modo que seu sistema imune pudesse vencer a outrora inominável doença... A força de quem é acostumado a fugir das trombadas e chutes de zagueiros e enfiar boladas certeiras com pés e cabeça nas redes alheias foi dividida com a menininha de saúde fragilizada, que, paulatinamente, recuperou sua saúde, sua alegria, e dando essa alegria a sua família.

O último encontro de Gabrieli e sua família com Barcos foi naquela segunda ida da Piratinha à Arena do Grêmio, quando detonamos o Flu. Na ocasião, o atacante também estava de visita no estádio, durante férias do futebol chinês. De vez em quando, toca o telefone do boleiro, e a voz da pequena fã enche o artilheiro de emoção.

Fica a dica pra cartolagem tricolor: tragam a pequena dia 30, ela é pé-quente! Ela é vencedora! Sirvam suas façanhas de modelo a toda a terra!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

biomembranas

morfologia e histologia do Rim