Intolerâncias

Dia 1o. de junho ocorreu algo que me fez deixar as nascentes barbas de molho. Um evento chamado de Marcha da Família reuniu cerca de 25 mil pessoas em Brasília, a fim de demonstrar a posição que segmentos das igrejas católica romana, protestantes históricas, evangélicas, neopentecostais e outros grupos afins estabeleceram com relação ao PL 122. Pra quem não sabe, o PL 122 é aquele projeto de lei que cria uma série de normativas com relação à aceitação da opção homossexual, criminalizando atos homofóbicos. Pessoalmente, sempre tive bons amigos/as gays e nunca tive dúvida de minha heterossexualidade. Respeitar, brincar, curtir amigos/as gays não me faz menos homem, menos masculino, nem me arranca pedaço. Contudo, não é o que pensam os grupos eclesiais que se amontoaram aos milharesm em Brasília, para protestar contra a "nociva" PL da senadora Martha Suplicy. Engraçado é que o mesmo Cristo que eles "juram" amar, venerar, idolatrar, etc... era a pessoa mais maravilhosamente sem preconceitos que já pisou nesse planeta. Ele mesmo respeitava a diferença entre as pessoas, e ensinava-nos a "amar ao próximo como a si mesmo" para quem o seguia. O tal vídeo do "kit anti-homofobia", do qual se falou muita bobagem por aí, é um filme que é menos "agressivo" que muita telenovela por aí. Será que é tão complicado conviver com o diferente? Fica a pergunta...será que 64 vem aí de novo?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

biomembranas

morfologia e histologia do Rim