ponto final em certas coisas...

Sabe aqueles dias em que você embesta de pensar de verdade na vida? Não me refiro ao pensar na vida que fazemos ao escanhoar o rosto em frente ao espelho, ou quando sentamos ao vaso sanitário com a Veja, Isto É ou Época da semana, nem naqueles momentos de engarrafamento da BR116...

De repente, você começa a avaliar a sua (no caso, a minha, não a sua, leitor/a) vida, ver coisas que fez, sapos engolidos, bom-mocismos a rodo, e tantas coisas que foram feitas para agradar sabe-se lá quem. Ou melhor, você save quem saiu desagradado dessa parada: você!

Ser um bom-moço pode parecer atestado de babaquice, RG de "Severino" (o do Paulo Silvino, não do JC de Mello Neto), etiqueta de "chuta que eu curto" em seus glúteos ou algo do tipo. Todo sujeito que tem arroubos de bom-moço acaba levando...é, como este blogue é lido por crianças, me dou ao direito de não revelar onde ou como leva, mas pra bom entendedor, ponto é discurso!

É meu caso. Tantas vezes, tive que deglutir gordos e verrugosos sapos por conta de ser visto como um BM. Não sou cobra pra curtir comer sapo, pra começar. É aquela coisa de ser visto com o rótulo de "bonzinho", santo ou o que for. Gente, desculpem informar, mas este que vos escreve já saturou sua cota de anuros bufonídeos.

Com licença, meu negócio é ser feliz! Como se faz? Vou descobrir o que me faz sentir, eu, caçador de mim, diria o poeta Sérgio Magrão (não, não é do Milton, é do Sérgio Magrão/14Bis e do Sá do trio Sá, Rodrix e Guarabyra) ,,,

boa semana!!!!!!

Comentários

  1. O professor Gutão! Homem de muitos talentos, hoje descobri mais um dos talentos dele, o de ser blogueiro. :D Tudo de bom professor, tú és grande!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas