receita de pesto (gracias, Dalmar!)

Molho pesto (do meu jeito)

Nosso colega Dalmar Locateli Verdade, de vez em quando, traz coisas de seu pátio, vindas direto de Harmonia para a entrópica SEMAM (ou alguém conhece órgão ambiental calminho?). Dessa vez, fomos surpreendidos com maços generosos de manjericão. E bota generosos nisso. Dado o grande volume de manjericão que deixa nossa SEMAM com cheiro de cantina italiana, este colega vos manda um jeito legal de usar a folharada que o parceiro Dalmar nos obsequiou nesta quarta-feira! Muito simples, bem facinho de fazer, qualquer pessoa pode fazer legal!

ingredientes

para 4 pessoas (tempo de preparação: cerca de 20 minutos, depende da coordenação motora)
  • 50 gramas de manjericão fresco (folhas apenas, os galhos você coloca em infusão no azeite, fica tri bom!)
  • 2-3 dentes de alho, dos bem gordinhos, desses "espanta-vampiro".
  • 100 ml de azeite extra virgem de oliva (não regule mixaria, um óleo legal, por favor! Nem tão caro que se faça empréstimo no banco, nem tão vagal que se use pra botar fogo na lareira!)
  • 6 colheres de sopa de queijo parmesão ralado (cerca de 100 gramas). Se der pra ralar na hora, beleza! Do contrário, vamos no pacotinho!
  • 2 colheres de sopa bem generosas de noz pecã (ou chilena, vai daí o seu gosto), ou cerca 60, 70 gramas, ao gosto da freguesia. O original leva pinholi europeu, mas nozes são mais em conta e mais encontráveis...
  • Não vai sal, o queijo é bem salgadinho!
A receita original pede o uso de um socador de caipirinha para bater as folhas de manjericão, mas para facilitar as coisas te passamos a receita utilizando um liquidificador. Para começar, é importante lavar as folhas de manjericão mas não com água e sim com um pano úmido. Este processo é muito importante pois as folhas de manjericão devem estar secas, limpas, e não podem estar enrugadas.
 
Coloque todos os ingredientes, menos o queijo, no liquidificador. Bata tudo lentamente, primeiro dá umas pulsadas, pra moer legal as nozes e a folharada, se colocar o alho achatado na lâmina da faca e meio picadinho dá um adianto. Bate depois,até que a mistura vire um composto líquido e cremoso. 
 
É neste ponto que se adiciona o queijo e mexa bem, coloca o queijo aos pouquinhos, até que tudo fique bem misturado. Mantenha o molho pesto na geladeira por durante 2-3 dias num recipiente hermético, tendo o cuidado de cobri-lo com uma camada de azeite extra virgem de oliva. 
 
O pesto, além de ser um ótimo molho pronto para massas e lasanhas, pode ser utilizado para preparar alguns pratos fritos mas também para acompanhar um prato de carne, frango ou de peixe (este assado pelo nosso parceiro Valdemar, por supuesto). Se foi feito um volume grande, não tem problema, congele em potinhos e degela na geladeira, na temperatura ambiente ou, em caso de urgência, micro-ondas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

biomembranas

morfologia e histologia do Rim