pai e filho...por Steven/Cat/Yusuf



O cara parece uma assembleia da ONU. Nasceu em Londres, o pai é grego-cipriota, daí o nome Steven Demetre Georgiou, e a mãe é sueca. Morou no Rio de Janeiro de 1975 a 1982, é fissurado pelo Brasil. Convertido ao Islã após uma visão de Deus quando se afogava em Malibu, mudou o nome para Yusuf Islam após conhecer a religião no Marrocos. Você o conhece com o nome de Cat Stevens. Desde 1978, passou a se dedicar mais de seu tempo a atividades beneficentes e educacionais em prol da sua religião, o que é bem bacana, até para desmistificar e derrubar preconceitos em relação à fé muçulmana que tanto fazem imbecis propalar besteiras boca afora. Apesar de ter ficado quase 30 anos afastado da indústria musical, os trabalhos como Cat Stevens continuam vendendo bonitinho, bagatela de 1,5 milhão de discos por ano.

Steven/Cat/Yusuf criou seu próprio selo fonográfico, a Ya Records, pelo qual já produziu dez discos de música religiosa e espiritual. Fundou três escolas muçulmanas em Londres e uma organização sem fins lucrativos, Small Kindness, reconhecida pela ONU e que acolhe e ampara órfãos de conflitos na Bósnia, Iraque e Kosovo, como prega sua fé. Em 2004, pela carreira de músico e pelo trabalho em prol da paz, recebeu o prêmio "Man Of Peace" dado aqueles que se dedicam a promover a paz e a reconciliação entre as pessoas e que condenam o terrorismo. 

Uma curiosidade é que seu nome muçulmano, Yusuf, é a versão árabe de José, traduzindo para o português. Segundo ele, o nome tem a ver com o fato de ter morado no Rio. Quase um Zé Carioca das mesquitas e minaretes...


Father and son foi gravada em seu álbum "Tea for the Tillerman", de 1970. Entrevistado logo após o lançamento de "Father and Son", Stevens foi perguntado se a música era autobiográfica. Respondeu: "Eu nunca entendi o meu pai, mas ele sempre me deixou fazer o que eu quisesse - ele me deixou ir." Cat nascido Steven renascido Yusuf fez seu caminho, com várias quebradas. E dá seu recado, sempre lindo e comovente. Ouça. Leia. Se der vontade, deixa a lagriminha vir. Eu deixo sempre que a ouço.



Father and son

It's not time to make a change
Just relax, take it easy
You're still young, that's your fault
There's so much you have to know
Find a girl, settle down
If you want, you can marry
Look at me, I am old
But I'm happy

I was once like you are now
And I know that it's not easy
To be calm when you've found
Something going on
But take your time, think a lot
I think of everything you've got
For you will still be here tomorrow
But your dreams may not

How can I try to explain
When I do he turns away again
And it's always been the same
Same old story
From the moment I could talk
I was ordered to listen
Now there's a way and I know
That I have to go away
I know I have to go


Não é tempo de mudar,
apenas relaxe, vá com calma
Você ainda é jovem, esse é seu problema,
há muita coisa que você tem que saber (e enfrentar)
Encontre uma garota, se estabeleça
se você quiser, pode casar
Olhe pra mim, estou velho,
mas sou feliz.
 

Eu já fui como você é agora,
e eu sei que não é fácil
ficar calmo quando você
percebeu algo acontecendo.
Mas vá com calma, pense muito,
Eu acho que tudo o que você já conseguiu
para si vai estar aqui amanhã,
mas seus sonhos talvez não.
 

Como eu poderia tentar explicar,
quando o faço ele ignora
É sempre a mesma coisa,
a mesma velha história.
No momento em que eu pude falar,
fui obrigado a ouvir.
Agora há um caminho, e eu sei
que eu tenho que ir embora,
eu sei que tenho que ir embora.

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

biomembranas

morfologia e histologia do Rim