que p*rra é essa?????

Peter Griffin, prestes a fazer uma lambança de deixar com inveja o pessoal da confusão de Utrech...
Calma, o momento é de desopilar na regressiva do 2017... Deu no Terra essa daí, mas tá com cara de Peter Griffin, do sitcom animado "Família da Pesada", da FX. Confere lá, https://saude.terra.com.br/hospital-holandes-investiga-erro-em-26-fertilizacoes-in-vitro,28ef7894d1fdfe52b3017fd937a91e5fg96t8j0w.html

O pessoal do Hospital Universitário de Utrecht, na Holanda, abriu nesta última quarta-feira do ano uma investigação médica. O motivo parece piada, se não fosse coisa séria: foi revelado que pelo menos 26 mulheres podem ter usado o esperma errado durante o processo de fecundação in vitro ao qual foram submetidas. Literalmente falando, que porra é essa?

Pra entender a confusão toda, o conceituado centro médico reconhece a mancada e explica que eles ocorreram entre meados de abril de 2015 e novembro deste ano. Segundo o porta-voz do hospital, trata-se de "um erro de procedimento no laboratório", das fertilizações in vitro, onde foi utilizado para fecundar os óvulos de 26 mulheres o sêmen de outro homem que não é o pai previsto. A possibilidade de que isto tenha ocorrido é pequena, mas não pode ser descartada, conforme explicou o hospital, que abriu uma investigação com todos os afetados. 

O detalhe é que metade das mulheres em questão deram já deram à luz ou conseguiram ficar grávidas. Além disso, há 13 embriões congelados como parte deste tratamento, que corresponde à outra metade dos casais afetados pelo erro. O hospital diz que entrou em contato com os casais pra limpar a barra e esclarecer a zona toda, e que encaminhou todos os relatórios à inspeção da autoridade de Saúde responsável.

O processo de fertilização in vitro utilizado no HU de Utrech consiste na injeção direta de espermatozoides ao redor dos ovócitos de segunda ordem (quem teve Embrio comigo lembra!!!) e foi nessa etapa do processo que pode ter ocorrido a falhaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhh!!!!!!!!

O erro teria acontecido ao ser utilizada pela pessoa que realizou o procedimento, que teria empregado a mesma ferramenta (epa) já usada em outro tratamento anterior, com outro casal. Ou seja, vai pipetar o sêmen do candidato a papai A com a ponteira da pipeta digamos assim....lambuzada pelo material anteriormente usado, com espermatozoidinhos do papai B. Em bom português: eca!

Ao perceber isso, o hospital garante que deteve imediatamente todos os processos de fertilização que correspondem a esse período de tempo. O mais bacaninha é que, na nota, o centro médico também promete "minimizar" as consequências deste erro para todos os casais, assim como esclarecer o ocorrido o mais rápido possível. De que jeito? Isso eles não falaram. De qualquer maneira, os casais que já tiverem tido o bebê com fecundação duvidosa poderão se submeter a um exame de DNA para saber se foram vítimas do que o hospital classifica como "erro humano", ou que este blogueiro classifica como uma "puta cagada". Enquanto isso, aos que ainda estão no processo, o hospital dá a opção de começar todo o tratamento desde o inicio. 

O pior é que a farra não é nada baratinha. Em reais, o procedimento sai entre 13 e 20 mil pilas. Não é pouco dindim, sem dúvida. E depois vão falar dos serviços de saúde brasileiros, exaltando europeus, norte-americanos e japoneses...sei...Pra ver que, de vez em quando a realidade imita a ficção, olha só o que nosso amigo Peter Griffin aprontou. Na quarta temporada, no episódio 22, o cara fez uma lambança de fazer inveja aos bravos profissionais holandeses que usaram ponteiras sujas. Curta o vídeo!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

biomembranas

morfologia e histologia do Rim