Elis em dez clipes essenciais:



www.youtube.com/watch?v=s_M0OeLSVWc
Comunicação, de Edson Alencar e Hélio Matheus. A letra é uma genial crítica à sociedade de consumo e  à influência da televisão, "nova mídia" da época. A própria Elis se declarava "um produto da televisão", pois surgira para o grande público a partir de um festival de música. Falando nisso...


www.youtube.com/watch?v=oqsR46k-FM0
Arrastão, letra de Vinícius de Moraes e música de Edu Lobo. Hélice Regina, rodando os braços, o gestual eloquente, marca registrada da Pimentinha. A voz ainda remete às origens de Elis, tem um quezinho de Ângela Maria, na empostação. Ainda não é a cantora madura que surgiu a partir dos especiais com Jair Rodrigues, mas sinaliza o que virá. Aliás...
Dois na Bossa... os pout-porrits de Elis e Jair são memoráveis, geniais! Ouça várias vezes!
Cinema Olympia, de Caetano Veloso. No programa Som Livre Exportação, ela canta: “não quero mais essas tardes mornais, normais. Não quero mais vídeo tapes, mormaço, março, abril” ..
Viramundo, de Gilberto Gil. Quase profética, cantando que “Ainda viro este mundo
Em festa, trabalho e pão”...
Casa no Campo. Elis, Zé Rodrix e Tavito. Precisa dizer mais? É só ter um lugar “onde possa plantar meus amigos, discos e livros, e nada mais”...
Redescobrir. Linda pérola de Gonzaguinha. A alma da música é Elis...redescobrindo, como se fora brincadeira de roda, os gostos e sabores da vida, a esperança, renascendo da própria força, luz e fé...
Caxangá, de Milton Nascimento e Fernando Brandt. Forte, profética. A gravação original teve sua letra censurada, substituída pela poderosa vocalise de Clementina de Jesus, no disco Milagre dos Peixes, de Bituca.
Lapinha. De Baden Powel e Paulo César Pinheiro. A interpretação magistral de Elis, acompanhada de Baden e dos Originais do Samba, o lendário grupo do qual fez parte o saudoso Mussum, em uma homenagem ao capoeira mais famoso da Bahia, o Besouro Cordão de Ouro.
Atrás da porta. A interpretação de Elis é visceral, vem lá de dentro nessa música de Francis Hime e Chico Buarque... até provar que ainda sou sua.

Há muitas outras coisas lindas que Elis nos deixou. Resolvi dividir no blogue algumas delas, que considero essenciais. A lista ainda pode ser ampliada, com certeza!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas