de gladiadores, chutadores de santa e outros mais

O grande Gilberto Gil uma vez cantou:

Ele diz que tem, que tem como abrir o portão do céu
ele promete a salvação
ele chuta a imagem da santa, fica louco-pinel
mas não rasga dinheiro, não
Ele diz que faz, que faz tudo isso em nome de Deus
como um Papa na inquisição(...)
promete a mansão no paraíso
contanto, que você pague primeiro
que você primeiro pague dinheiro
dê sua doação, e entre no céu
levado pelo bom ladrão (Guerra Santa)

E hoje, vejo que o pessoal que chuta a santa veio com mais uma pérola. Depois de inventar a tropilha paramilitar dos altares, os tais Gladiadores do Altar, a IURD veio justificar sua existência. Segundo a "igreja", os Gladiadores do Altar "fazem parte de um projeto de orientação e formação de jovens vocacionados para a propagação da fé cristã, que funciona desde janeiro de 2015” (extraído do Terra).

Vamos combinar...uma postura paramilitar, gritos de guerra (isso mesmo) que lembram soldados da Cia de Guarda correndo pelo Parque Farroupilha (ou o pessoal da CCS correndo na Ponta Grossa, nos velhos tempos de BComEx, memória própria...), em tempos bem complicados, sempre dá o que pensar. Em época de intolerância religiosa, assusta ver um bando de marmanjos com cara de "vou pra guerra". O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, declarou que a IURD é uma “organização com um projeto de poder político". E não lhe tiro a razão, com certeza....

E o competente cartunista Vitor Teixeira produziu o cartum abaixo...imagens falam mais que discursos, com certeza.


A IURD veio à tona, processando, com seu poderio econômico descomunal, o cartunista. Ele chegou a retirar a imagem de sua rede social, em que pese ela esteja rodando mundo (inclusive este blogue). A dita igreja veio à tona, acusando o chargista de estar, por sua vez, acusando a Universal (de) assassinar, ou de pretender matar praticantes de religiões de matriz africana.
Bom, não é o que os membros da agremiação religiosa professam. Não é o que os pastores dessa igreja falam. Se não falam em matar explicitamente os membros de cultos afro,  o fazem de outras formas, desqualificando-os e agredindo-os. A igreja "jamais aceitará calada ataques delinquentes de preconceito e rancor". 
Tá.

E o que me dizem dos chutes à imagem de Nossa Senhora Aparecida do "bispo"? Foram despidos de preconceito e rancor? Nâo foi um ato delinquente?

Pesos e medidas, como vocês são diferentes...

Para pensar, coloco outro trabalho de Vitor...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas