valeu, Adriana!!

Nos idos dos anos 80, quando Porto Alegre apresentava vários espaços culturais interessantes de música (boa) ao vivo, um boteco simpático, com ceva gelada e boa música, se destacava na fronteira da Santana/Farroupilha com o Bomfim. O Fazendo Artes, ali pertinho da Cia de Guardas, na Vieira de Castro, era esse espaço. Ali, uma cantora mais ou menos da minha idade se destacava como atração fixa da casa. O nome: Adriana Calcanhotto.

Desde o tempo em que ela vinha nas mesas, bebericar cerveja com o público nos seus intervalos, formou-se um clã de admiradores de seu trabalho. A princípio como intérprete, aos poucos fomos conhecendo seu trabalho autoral. Vieram os shows em Porto Alegre, no eixo Rio/Sampa, Adriana alçou voo para o centro do país, onde hoje está enraizada. A nora do poetinha hoje é cantautora reconhecida pelo grande público, com seu trabalho de qualidade que ganhou admiradores dentro e fora do país.

Aliás, Adriana é polivalente. Além de seu trabalho autoral supermegaconhecido, tanto como musicista quanto escritora (e das boas), ela criou uma persona, Adriana Partimpim, através da qual nos brinda com um lindo trabalho infantil. Música boa para crianças espertas! Villa-Lobos, Arnaldo Antunes, Claudinho e Buchecha, Jorge Benjor, todos ganham alma infantil bonita, bem elaborada, bons arranjos, para mostrar que crianças merecem ouvir música bonita, bem elaborada! Sophia cresceu ouvindo Adriana, Clarinha adora Adriana. Adriana é, pois, consenso lá em casa, para todas as faixas etárias!

Ontem, ao zapear no sonolento final de noite, tivemos uma grata surpresa. Ao colocar quase automaticamente a televisão no Canal Brasil (faz um rodízio com os seriados da Warner e a programação infantil que Clarinha tanto curte), eis que vemos o Prêmio da Música Brasileira. Promessa de boa música, afinal. E uma notícia excelente veio pela apresentação simpática de Dira Paes. Dupla notícia boa, aliás, para este (assumidamente) bairrista.

Eis que o DVD "Loucura", onde Adriana canta outro portoalegrense ilustre, nosso Lupicínio Rodrigues, é premiado na categoria DVDs. A consagração da menina que cantava no Fazendo Artes é orgulho pra quem a ouvia cantar seu repertório caprichado de MPBdaB na luz diáfana do saudoso boteco, de uma saudosa Porto Alegre repleta de música da boa...

Parabéns, Adriana!!! Segue a torcida pelo teu lindo trabalho, e que venha mais e mais música de qualidade! Aldeia fica orgulhosa!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

biomembranas

morfologia e histologia do Rim