"o que fizeram da nossa fé??"

abaixo, a íntegra da correspondência que o revdo Adahyr Cruz remeteu ao bispo Stanley Moraes, como eu, profundamente triste e revoltado com as informações chegadas sobre a intervenção do Colégio Episcopal na FATEO. O que fizeram da Igreja Metodista? Tenho vergonha! Por respeito e carinho ao meu padrinho de profissão de fé, o revdo Adahyr, publico seu texto, forte, carregado de sentimento e de indignação. Saliento que tenho grande carinho e respeito por ambos, tanto pelo revdo Adahyr quanto pelo bispo Stanley.



Stanley,
 escrevo-lhe esta mensagem porque preciso declarar a minha total revolta. 
Hoje é para mim um dia de muita tristeza e luto após a confirmação, por fontes de amigos da FATEO, da notícia de uma semana atrás, da intervenção em nossa Casa de Profetas pelo Colégio Episcopal.



Veio -me à mente toda a atrocidade cometida pela liderança da Igreja, especialmente do CE em 1968, fechamento da FATEO, expulsão de alunos e professores, trancamento de federações e congressos e muito mais até a inspiração e suporte para a  entrega de membros da igreja  aos órgãos de repressão. Você foi como eu vítima desse autoritarismo. 



A igreja levou muitos anos  para tomar seu caminho, até chegar aos Concílios Regiomais de de 2005 e daí desaguar no fatídico CG de 2006, por meios absurdos nas eleições de alguns bispos e deposição de outros. E de lá para cá com outras eleições,entendeu a tendência majoritária que a Igreja só pode ser liderada pela hegemonia pentecostal e néo-pentecostal. Botaram fogo nas linhas da tradição metodista, dons e ministérios, a pluralidade  de dons e serviços, ecumenismo, teologia e liturgia, etc. Cada reunião do CE novas decisões que comprovam o caminho obscuro da sofrida IM.



Pelo jeito que vinha a carruagem, os interventores iam parar na FATEO e a decisão de demitir professores foi das mais trágicas e inconsequentes possíveis.
Fico me perguntando, essas decisões de ódio do CE são unânimes ? Não tem alguns ou alguns bispos opositores ? Se tem parece-me que se acovardam e tem mais fidelidade aos pares do que a Deus, pois não se pronunciam, não botam a cara, não mostram suas diferenças.



Agora vem o  corte do Paulo Aires e Nelson Leite, porque são bispos sem afinação com CE, a idade ou tempo de serviço, na verdade são desculpas esfarrapadas, não tem outra expressão. De igual modo o prof. Josias e Tércio. Perderam a memória? Estão doentes, com alzheimer talvez ? Esqueceram o que ensinaram, pregaram, dirigiram em suas muitas lideranças ? Não, são mesmo cassações ideológicas, coisas que achávamos não voltasse mais à IM.



E tem mais nas decisões e registros do CE, a demissão dos professores Cláudio Ribeiro e o prof. Luís Carlos Ramos, esses já esquentavam por sua seriedade nas pesquisas e a verdade e transparências em suas aulas na formação de centenas e centenas de alunos.



Na sequência virão os outros Paulo Garcia, Helmut, Rui e outros onde a varredura puder alcançar, a menos que hajam acordos, compreensivos em épocas de repressão e torturas.



Minha mensagem pode ser enviada a quem você quiser, especialmente, aos bispos presidentes das regiões, não tenho mais nada a ser cassado a não ser a carteirinha de pastor aposentado, pois até a nomeação sem ônus para pastorear os índios Guarani me foi tomada, sem surpresa, pois a presença social da IM na sociedade também saiu da pauta do CE.



"Mestre o mar se revolta, as ondas me dão pavor, o céu se reveste de trevas....", são palavras do velho hino metodista, já não cantado e muito atualizado e assim me despeço, pedindo a Deus por todos nós e que salve a IM de mais um naufrágio.



Rev. Adahyr Cruz, pastor metodista

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

biomembranas

morfologia e histologia do Rim