GUARDINHA!!!

É como esses manés prevalecidos merecem ser chamados. Deu no Pragmatismo. Guardas civis da cidade de São Paulo foram flagrados agredindo e humilhando um morador de rua durante abordagem nas proximidades do Metrô Conceição, na Zona Sul, agora dia 3. Um estudante que passava pelo local na hora mostra a ação de três guardas que encurralam o morador de rua. Certamente gente bem alimentada, com um teto sobre suas cabeças e um leito decente para repousar de noite, ou quando estiverem fora do turno.
A coisa foi ridícula, para não dizer sádica. Um deles chega a dar uma rasteira no rapaz, que cai no chão e pede aos GCMs que não levem seus pertences embora. "Não leva meus bagulhos, não. Eu não tenho nada. Por favor”. O morador de rua, que não foi identificado, implora, mas os guardas levaram cobertores e um colchão fino, únicas coisas que ele tinha na vida.
Claro que veio a nota da Corregedoria Geral da Guarda Civil Metropolitana. Claro que eles vão apurar a conduta dos agentes no procedimento, e que, ao menos, um deles será afastado. “Preliminar e temporariamente, o guarda envolvido diretamente na ocorrência será afastado das atividades operacionais.”
Tenho amigos que são Guardas Municipais em Novo Hamburgo, gente decente e que sabe trabalhar. Amigos com quem tive a honra de atuar em prol do meio ambiente, sem ter que recorrer a truculências e atos arbitrários. Um deles, por sinal, foi meu chefe, o Eduardo Antonio Bonato da Rosa, que carinhosamente me dou a liberdade de chamar de Tonho. O Fraga, outro grande amigo GM, parceiro de primeira linha em várias ações ambientais, sabendo tratar com civilidade a todos e todas. E por aí vai, a lista não é pequena. Gente que sabe que está aí para servir o público, e não para se servir dele.
Esses babacas ridículos escondidos em uma farda merecem ser chamados de GUARDINHAS, não de agentes da lei. A esses manés, meu solene desprezo e que sejam rigorosamente tratados pela barbaridade feita a um indefeso. Fosse traficante, chamariam de doutor. Fosse alguém de Jardins ou outro bairro caro de Sampa, não tomaria a rasteira, talvez oferecessem suas traseiras para levar chutes e entreter a burguesada...
E assim caminha a Humanidade, a passos de formiga e sem vontade!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas