Falso Brilhante

Quando a gente é pai/mãe, a gente muda um pouco o jeito de ver o mundo, e se torna mais "leonino", protegendo cria, seja sua, seja de outrem. Acabo de ler sobre uma das táticas mais sujas daquela gente suja que tratou o Brasil como um chiqueiro, como uma casa da mãe Joana, como um quintalzinho. Um dos porcos que esteve à testa de torturas e outras coisas hediondas atende pelo nome de Carlos Alberto Brilhante Ustra. O animal é tão covarde que renega o sangue em suas mãos.

Esse cidadão ganhou notoriedade ao ser identificado pela atriz e, na época, deputada, Bete Mendes, como seu torturador. Entre 1970 e 1974, ele esteve à testa do nefando DOI-CODI, um dos braços opressores da ditadura. Ela o reconheceu, então adido militar na embaixada uruguaia. O covarde negou as torturas infringidas à atriz....típico dessa catrefada!

O ser aí forjou "suicídios" nos porões do DOPS,  negou o sequestro de militantes, e, mais ainda, que utilizava métodos ainda mais diabólicos para obter "informações". O porco levou os filhos e filhas de torturados para assistirem o martírio de seus pais e mães.

Corta.

Será que a História permitirá que esses fatos fiquem quietos e impunes, como estavam por décadas?

Será que esse sujeito, macho praca quando torturava ou mandava torturar, quando sequestrava criancinhas e as forçava a ver os pais torturados, será que ele restará impune?

Como um advogado pode colocar sua cabeça num travesseiro após defender esse verme asqueroso?

Que nunca recaia sobre vermes desse tipo a impunidade, o esquecimento. Não dá pra ter perdão sobre quem fez tanta gente decente sofrer dor física ou da alma.

Comissão da Verdade, cadeia pra esse tipo de gente é prêmio...

Parafraseando Pablo Milanés:

Quién pagará este pesar
Del tiempo que se perdió
De las vidas que costó
De las que puede costar...?


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

histologia da próstata masculina

morfologia e histologia do Rim

biomembranas